Opep corta previsão de demanda por petróleo em 2019 por desaceleração global

4

Em relatório, entidade baixou sua previsão para o crescimento econômico de 2019. A Opep cortou nesta terça-feira (12) sua previsão para a demanda mundial de petróleo em 2019, devido à desaceleração das economias e às expectativas de crescimento mais rápido da oferta, ressaltando o desafio de evitar um superávit enquanto inicia novos cortes de produção.
Em um relatório mensal, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo baixou sua previsão para o crescimento econômico de 2019 e disse que a demanda por seu petróleo cairia para 30,59 milhões de barris por dia, 240 mil bpd menos que o previsto no mês passado.
Opep, Rússia e outros produtores aliados, uma aliança conhecida como Opep+, concordaram em dezembro em reduzir a oferta em 1,2 milhão de bpd a partir de 1º de janeiro para evitar o excesso de oferta. A fatia da Opep nesse corte é de 800 mil bpd.
No relatório, a Opep disse que a produção de petróleo caiu 797 mil bpd mês a mês, para 30,806 milhões bpd em janeiro. Isso representa 86% de cumprimento dos cortes prometidos, segundo um cálculo da Reuters.