‘Todos os ramos de negócios vão ter sua própria unidade de inteligência artificial’, diz presidente da Microsoft

8

Em evento da empresa no Brasil, Satya Nadella falou sobre as experiências de IA que estão florescendo no país e anunciou parcerias com centros de ensino para capacitação nessa área. Satya Nadella, presidente da Microsoft
Thiago Lavado/G1
O presidente da Microsoft, Satya Nadella, esteve em São Paulo nesta terça-feira (12) para um evento focado em inteligência artificial (IA), promovido pela empresa.
Ele fez um balanço da unidade especializada nessa área da Microsoft, que a companhia criou há 2 anos. Segundo ele, empresas e governos irão começar a adotar a IA, cada vez mais rápido, para facilitar processos. “Todos os ramos de negócios terão uma unidade de inteligência artificial. Todos serão capazes de construir aplicações nesse ramo”, disse.
Para demonstrar o impacto que a IA poderá ter no Brasil nos próximos anos, a Microsoft encomendou uma pesquisa junto à Fundação Getúlio Vargas para entender como a entrada dessa tecnologia poderá mudar a economia do país.
A pesquisa apontou que a adoção de tecnologias desse tipo nos principais ramos da economia — como agronegócio, transporte, comunicação, óleo e gás ou setor público, que juntos somam 36,4% do PIB brasileiro — pode impulsionar a taxa de crescimento do país em até 6,43% no acumulado de 15 anos.
Ele também falou sobre exemplos brasileiros que já utilizam inteligência artificial para melhorar seus negócios, em iniciativas como o Rock in Rio, que usa a infraestrutura de nuvem Azure da empresa para operar uma demanda de tráfego de dados muito grande.
Nadella também mencionou o caso do Hospital 9 de Julho, que usa tecnologias de inteligência artificial no cuidado dos pacientes, conseguindo prever e avisar à equipe do hospital quando alguém está prestes a cair, por exemplo.
Parceria com Sesi e Senai
O executivo anunciou também uma continuidade da parceria com os centros de ensino Sesi e Senai no Brasil, para fornecer cursos focados justamente capacitar mão de obra qualificada em inteligência artificial.
“Nossa missão como companhia é fazer dessa tecnologia mais acessível. Estamos fazendo tudo que é possível para deixar essas habilidades em inteligência artificial disponível para as pessoas?”, disse Nadella em apresentação.
A partir desta terça, quatro cursos gratuitos sobre o tema no site do Senai. A plataforma é aberta e pode ser acessada por qualquer interessado em aprender sobre IA.
Os cursos oferecidos são introdutórios à inteligência artificial e à ciência de dados, mas nos próximos meses mais especializados no assunto, para criação de chatbots ou de uso aprimorado das ferramentas Microsoft, serão adicionados ao catálogo.