Preços ao consumidor dos EUA ficam inalterados e levam a menor aumento anual da inflação em quase 2 anos

3

Índice pode permitir que o Federal Reserve mantenha a taxa de juros por um tempo. Os preços ao consumidor nos Estados Unidos permaneceram inalterados pelo terceiro mês consecutivo em janeiro, levando ao menor aumento anual da inflação em mais de um ano e meio, o que pode permitir que o Federal Reserve (BC dos EUA) mantenha a taxa de juros por um tempo.
O Departamento de Trabalho informou nesta quarta-feira que o Índice de Preços ao Consumidor foi pressionado pela gasolina mais barata no mês passado, o que compensou os aumentos no custo dos alimentos e dos aluguéis.
Nos 12 meses até janeiro, a inflação ao consumidor subiu 1,6%, taxa mais fraca desde junho de 2017. O índice aumentou 1,9% em dezembro na comparação anual.
Excluindo os componentes voláteis de alimentos e energia, o índice de preços ao consumidor subiu 0,2%, avançando na mesma margem pelo quinto mês consecutivo. Nos 12 meses até janeiro, o chamado núcleo da inflação subiu 2,2% pelo terceiro mês consecutivo.
Economistas consultados pela Reuters previam que os preços ao consumidor subissem 0,1% em janeiro e o núcleo da inflação avançasse 0,2%.