Deise Cipriano deixa gravação inédita de música composta por Memê com letra de Nelson Motta

85

Cantora pôs voz em ‘Morena de Ipanema’ para álbum do DJ carioca DJ Memê com Deise Cipriano
Reprodução / Facebook de Memê
Cantora do grupo paulista Fat Family, Deise Cipriano (1980 – 2019) morreu na terça-feira, 12 de fevereiro, sem ter tido tempo de concretizar o sonhado projeto de um disco solo.
Contudo, a cantora deixa uma gravação inédita como solista. É dela a voz solista de Morena de Ipanema, música também inédita composta pelo DJ e produtor musical carioca Marcello Mansur com letra de Nelson Motta.
A música e a gravação foram feitas para o vindouro álbum de Memê, Som bacana. Morena de Ipanema é um groove da pesada, de tom festivo, black, mas de pegada pop.
Feita com o toque dos teclados e da percussão do próprio Memê, a gravação de Morena de Ipanema reúne músicos como o guitarrista Torcuato Mariano e o baixista norte-americano JimmyWilliams, integrante da big-band The Salsoul Orchestra, ícone do subgênero musical rotulado como Philadelphia soul.
A propósito, Memê reaproveita no fonograma de Morena de Ipanema um solo de vibrafone do músico Vincent Montana Jr. (1928 – 2013), arranjador que criou a Salsou Orchestra. Destaque da faixa ao lado da voz de Deise, o solo de Montana foi feito em 1986 para outra gravação pilotada por Memê, mas até então nunca usado.
No meio da música Morena de Ipanema, Deise Cipriano saúda postumamente Montana, vibrafonista que saiu de cena há seis anos.

Editoria de Arte / G1