Dona Onete dá outro mergulho nas águas do Pará em álbum, ‘Rebujo’, que inclui samba inspirado por favela do Rio

13

Artista, que faz 80 anos em junho, lança hoje o single ‘Festa do tubarão’ Após seguir o movimento dos barcos no segundo álbum, Banzeiro (2016), Dona Onete dá outro mergulho nas águas e na cultura do norte do Brasil no terceiro álbum, Rebujo, previsto para ser lançado em maio.
Palavra que designa o movimento que traz à tona o que estava no fundo de um rio, rebujo adquire duplo sentido em Festa do tubarão, single e clipe que a cantora e compositora paraense lança hoje, 14 de fevereiro, anunciando oficialmente a chegada do álbum Rebujo ao mercado fonográfico.
“Na festa do tubarão, traíra não entra, traíra não entra, traíra não entra / E, se você não é feliz, felicidade a gente inventa”, propõe, marota, Dona Onete em versos da letra dessa música de autoria da própria artista e gravada com produção de Pio Lobato, JP Cavalcante, Assis Figueiredo e Geraldinho Magalhães.
Capa do single ‘Festa do tubarão’, de Dona Onete
Divulgação
A caminho dos 80 anos, a serem celebrados em 18 de junho deste ano de 2019, Ionete da Silveira Gama dá continuidade a uma carreira musical iniciada tardiamente, quando já tinha ultrapassado os 60 anos.
Alçada ao posto de diva do carimbó aos 73 anos, ao ganhar projeção nacional com a edição do primeiro álbum, Feitiço caboclo (2012), Onete apresenta 12 músicas autorais no disco Rebujo.
Além de Festa do tubarão, cujo clipe foi filmado sob direção de Lírio Ferreira e Natara Ney em locações paraenses como a Ilha do Combu e o mercado Ver-o-peso, com a participação do grupo Boi de Máscaras Faceiro, o repertório do álbum Rebujo inclui músicas como Ação e reação, Carimbó arrepiado e Contraproposta, bolero composto por Onete em resposta a outro bolero autoral, Proposta indecente, lançado no álbum anterior Banzeiro.
Fora do eixo paraense, Onete compôs samba, Musa da Babilônia, com inspiração em mulher que viu na favela da Babilônia, na cidade do Rio de Janeiro (RJ). A cantora fez o samba para ser gravado em dueto com o rapper carioca BNegão.
O álbum Rebujo terá distribuição global através dos selos AmpliDiversão (no Brasil) e Mais Um Discos (no resto do mundo).

Editoria de Arte / G1