Homem agredido por ator de novelas mexicanas morre em Miami

10

Juan Ricardo Hernández, um cubano de 63 anos, foi agredido por Pablo Lyle no domingo (31). Pablo Lyle publica foto no sul da Califórnia
Reprodução/Instagram/pablolyle
Um homem atingido na cabeça no domingo (31) por um soco do ator de telenovelas mexicanas Pablo Lyle após um acidente de trânsito morreu nesta quinta-feira no Hospital Jackson Memorial, da cidade de Miami, nos Estados Unidos, segundo fontes médicas e familiares do agredido.
Juan Ricardo Hernández, um cubano de 63 anos que foi agredido por Lyle após uma discussão no noroeste da cidade, foi internado imediatamente no Jackson Memorial, onde morreu.
A família da vítima decidiu suspender hoje todo tratamento que lhe mantinha com vida artificialmente, segundo detalhou a imprensa local.
Lyle fugiu após a discussão e a agressão, mas no mesmo dia foi detido e posto em liberdade condicional após pagar uma fiança de US$ 5 mil.
Segundo declarou o ator à imprensa local, ele deixou o local porque “temia pela segurança do seu filho” Mauro, de seis anos, que estava com ele.
Lyle foi indiciado por agressão, mas recebeu permissão da corte em Miami para viajar ao México, onde tinha compromissos profissionais.
Segundo o relatório de detenção citado pela emissora “Telemundo”, Lyle agrediu Hernández depois que este reclamou porque o carro no qual o ator estava no banco de passageiros cruzou seu caminho de forma repentina em uma estrada.
Hernández desceu do carro em um semáforo e reclamou da imprudência do outro motorista pela janela do passageiro. Foi nesse momento que Lyle saiu do veículo e deu um murro no rosto do cubano, que ficou inconsciente no chão, segundo o relatório da polícia.
Sua audiência diante do juiz foi marcada para o dia 1º de maio e a morte de Hernández pode fazer com que as acusações sejam mais graves.
Em sua chegada ao México, o ator, de 32 anos, declarou que não pode falar “absolutamente nada a respeito” do incidente.
Lyle ficou conhecido por sua participação na série de televisão “Código Postal”, em 2006. Desde então, seguiu trabalhando em telenovelas da emissora Televisa, entre elas “Una familia con suerte”, “La sombra del pasado” e “Mi adorable maldición”.