‘Anthem’, novo multiplayer cooperativo da BioWare, divide opiniões: Conheça o game

10

Lançado na última sexta-feira (22), o game de tiro foi elogiado por seus gráficos, mas criticado pela narrativa. Anthem
Reprodução
“Anthem”, multiplayer cooperativo em mundo aberto, é o novo jogo da Electronic Arts (“Battlefield”, “Fifa”) e BioWare (“Dragon Age”, “Mass effect”). Lançado na última sexta-feira (22), o game de tiro recebeu críticas mistas de jogadores e profissionais.
O G1 explica principais pontos do game. Jogo está disponível para PS4, Xbox One e PC.
Veja trailer de ‘Anthem’, novo game dos criadores de ‘Mass Effect’
Contexto
A história acontece em um mundo violento. o Hino da Criação, fonte de energia que originou o universo, se espalhou antes da criação ser finalizada e espalhou o caos. Diante disso, a população se agrupou em fortes e passou a lutar pela sobrevivência. A sua base de jogo é o Forte Tarsis.
Personagens
Há os lanceiros da Legião da Alvorada, liderados pela general Helena Tarsis. O Dominion, sociedade militar violenta liderada pelo Regente. E os exploradores freelancers. O jogador entra na história como um freelancer, seguindo o legado da Legião contra o Dominion.
Jogabilidade
Além de sobreviver ao mundo caótico, é preciso impedir que o Regente tome o controle do Hino da Criação. O jogador integra uma equipe com quatro tripulantes para participar de missões com 30 diferentes níveis de dificuldade.
EA detalha ‘Anthem’ na E3 2018
Reprodução
As lanças, armaduras com super habilidades, são muito importantes para o desempenho no jogo. Há quatro tipos disponíveis:
Patrulheiro: primeira armadura de todo jogador, é ideal para combates
Colosso: maior de todas, é adequada para defesa
Tempestade: flutua facilmente e concentra energia, boa para o ataque
Interceptador: lança ataques de impacto com agilidade
Com as armaduras, o jogador pode se movimentar tanto pelas vias terrestres, quanto em voos pelo mapa ou nadando por passagens subaquáticas.
Críticas
Pontos fortes: O jogo foi elogiado pela qualidade dos gráficos e cooperação entre a equipe.
Pontos fracos: “Anthem” recebeu críticas negativas da imprensa e de jogadores por ser considerado repetitivo e cansativo e ter uma narrativa fraca. Considerado como uma resposta da EA e da BioWare a games de tiro, ação e RPG como “Destiny 2”, da Activision.