Iñárritu será 1º mexicano a presidir o júri do Festival de Cannes

17

Diretor de ‘Birdman’ e ‘O regresso’ assumirá cargo que foi de Cate Blanchett em 2018. Festival deste ano ‘celebrará todo o cinema mexicano’, segundo organização. Alejandro Gonzáles Iñárritu, diretor de ‘O regresso’, no tapete vermelho do Oscar 2016
REUTERS/Lucas Jackson
O cineasta Alejandro González Iñárritu presidirá o júri do próximo Festival de Cannes, em maio. Ele será o primeiro mexicano a assumir o posto.
“Mediante a presença do diretor de ‘Babel’, o festival celebrará todo o cinema mexicano”, afirma um comunicado divulgado pela organização do maior festival de cinema do mundo.
O anúncio de Cannes chega três dias depois de Alfonso Cuarón, também mexicano, receber três estatuetas do Oscar por “Roma” – incluindo as de melhor filme estrangeiro e melhor diretor.
O 72º Festival de Cannes acontecerá entre 14 e 25 de maio. Iñárritu, de 55 anos, assumirá a posição ocupada no ano passado pela atriz australiana Cate Blanchett, quando o vencedor da Palma de Ouro foi “Assunto de família”, do japonês Hirokazu Kore-Eda.
“Me sinto honrado e feliz de retornar este ano e imensamente orgulhoso de presidir o júri. O cinema corre nas veias do planeta e este festival é seu coração”, disse o diretor, citado no comunicado oficial.
O mexicano é um dos cineastas mais consagrados de Hollywood e venceu dois Oscars de melhor diretor, em 2015 e 2016, por “Birdman” e “O regresso”.
Também comparece com frequência a Cannes: exibiu seu primeiro filme, “Amores brutos” (2000), na Semana da Crítica. Seis anos depois, “Babel” foi exibido na mostra principal e Iñárritu venceu o prêmio de direção.
“Biutiful” (2010) deu a Javier Bardem o prêmio de melhor ator no festival.