Quem é Eduardo Bartolomeo, nomeado diretor-presidente interino da Vale

22

Executivo ocupou diversos cargos na mineradora ao longo de 10 anos; ele assume o posto durante o afastamento de Fabio Schvartsman. O conselho de administração da Vale nomeou, no sábado (2), Eduardo Bartolomeo como diretor-presidente interino da mineradora. Ele substitui Fabio Schvartsman, afastado de suas funções após recomendação de uma força-tarefa formada por autoridades que investigam a tragédia em Brumadinho (MG).
Schvartsman pediu o afastamento temporário das funções, em carta endereçada ao conselho da Vale, “em benefício da continuidade das operações da companhia e do apoio às vítimas e a suas famílias”. Outros executivos também foram afastados.
Eduardo Bartolomeo, nomeado diretor-presidente interino da Vale.
Divulgação/Vale
Bartolomeu terá o desafio de conduzir as negociações com autoridades e vítimas do desastre em Brumadinho, enquanto a empresa tenta recuperar sua imagem após o acidente.
Em comunicado, a Vale informou que Bartolomeo ocupou diversos cargos como executivo da mineradora há 10 anos, tendo exercido posições de diretor de logística, operações integradas de “bulk commodities” e mais recentemente, de metais básicos.
Entre 2016 e 2017, foi também membro do conselho de administração, do comitê financeiro e do comitê de governança, conformidade e risco da Vale.
O executivo trabalhou na Ambev entre 1994 e 2003 em funções executivas, sendo a última como diretor de operações, segundo comunicado da companhia ao mercado.
Ele chegou a ser cogitado como um dos possíveis nomes para comendar a companhia no lugar de Murilo Ferreira, em 2017, quando Schvartsman foi escolhido.
O executivo tem formação em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal Fluminense e concluiu MBAs na Bélgica, pela Katholieke Universiteit Leuven (Universidade Católica de Leuven), em 1993, e nos EUA, pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), em 2013.
Plano de interinidade
Segundo a Vale, a escolha de Bartolomeo seguiu o processo sucessório de acordo com o plano de interinidade previamente discutido pelo conselho de administração.
“A escolha está alinhada com o objetivo de trazer um executivo sênior para garantir estabilidade às operações e dar continuidade ao processo de indenização, reparação e mitigação dos efeitos do rompimento da Barragem I da Mina do Córrego do Feijão”, informou a mineradora.
Além de Bartolomeo, também foram feitas outras nomeações para cargos interinos. Claudio de Oliveira Alves ocupa a função de diretor-executivo de Ferrosos e Carvão e Mark Travers, a função de Diretor-Executivo de Metais Básicos.
Reação dos mercados
A troca no comando da Vale provocou a queda das ações da companhia negociadas nos Estados Unidos (ADRs) na abertura dos mercados, na manhã desta segunda-feira (4). As ações da Vale nos EUA acumulam queda de mais de 16% desde 25 de janeiro, dia do rompimento da barragem.