China reduz meta de crescimento econômico para 2019

7

País tem como objetivo crescer de 6% a 6,5%, um décimo a menos do o registrado em 2018. A China anunciou nesta terça-feira (5) uma meta de crescimento econômico para 2019 de 6% a 6,5%, um décimo a menos do o observado em 2018 (6,6%).
Em 2018, China teve menor crescimento desde 1990
Pessoa trabalha em usina siderúrgica em Dalian, China
REUTERS/Stringer
Os dados são divulgados em um contexto de crescimento menor da economia mundial, e em plena guerra comercial com os Estados Unidos.
A meta de crescimento está contida em um relatório que será lido pelo premier Li Keqiang na abertura da sessão anual do parlamento, e é acompanhada de uma alta de 0,2% do déficit orçamentário – para 2,8%-, a fim de diminuir o efeito da desaceleração da economia.
O orçamento militar da China, que é o segundo maior do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, aumentará 7,5% em 2019, uma desaceleração em relação a 2018, quando foi de 8,1%. No total, o governo gastará US$ 177,6 bilhões, quatro vezes menos do que os Estados Unidos.
O governo estabeleceu uma meta de 6,5% de crescimento econômico para 2018, mas acabou crescendo 6,6%, o ritmo mais lento em quase três décadas.
Analistas independentes estimam que o desempenho da economia foi muito pior do que a cifra oficial. Este ano, três quartos das províncias reduziram sua meta de crescimento anual.