Dólar opera em alta após adiamento da votação da Previdência na CCJ

6

No dia anterior, a moeda norte-americana caiu 0,51%, negociada a R$ 3,8686 para venda. Análise: as definições sobre reajuste do diesel e a reforma da Previdência
O dólar opera em alta nesta terça-feira (16), após adiamento da votação da proposta de reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para a próxima semana, e monitorando a reunião entre membros do governo e a Petrobras após intervenção no reajuste do preço do diesel no fim da semana passada.
Às 9h29, a moeda norte-americana subia 0,66%, vendida a R$ 3,8941. Veja mais cotações.
Na segunda, a Comissão de Constituição e Justiça decidiu inverter a pauta e analisar a proposta de emenda à Constituição que aumenta os gastos do governo, a chamada PEC do orçamento, antes da reforma da Previdência.
A reforma era o primeiro item da pauta, mas os partidos do “Centrão” e da oposição articularam o adiamento do debate.
Embora o governo tenha tentado antecipar a votação da Previdência para esta terça (16), até o PSL, do presidente Jair Bolsonaro, votou a favor da inversão da pauta.
O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 5,350 mil swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de maio, no total de US$ 5,343 bilhões.
No dia anterior, a moeda norte-americana caiu 0,51%, negociada a R$ 3,8686 para venda.